Precarização

Privatização da Lotex ameaça repasses sociais

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
Privatização da Lotex ameaça repasses sociais

Leilão está marcado para o dia 5 e duas empresas estrangeiras estão interessadas; Em 2017, loterias da Caixa repassaram 48% dos cerca de R$ 14 bilhões arrecadados para áreas como cultura, esporte, educação e segurança pública. Com venda, percentual cairá para 16,7%

A privatização da Lotex, cujo leilão é previsto para 5 de fevereiro, ameaça os repasses sociais feitos pelas Loterias Caixa. Conforme dados do banco, de 2011 a 2016, as loterias arrecadaram R$ 60 bilhões, dos quais R$ 27 bilhões foram destinados para financiamento de projetos em áreas como cultura, esporte, bolsa de estudo e segurança pública.

 

# Caixa em Santos é condenada a reembolsar desconto da Greve Geral

 

Em 2017, as loterias Caixa registraram, de forma global, arrecadação próxima a R$ 14 bilhões. Desse montante quase metade (48%) foi destinado aos programas sociais. Se a venda for efetivada, o montante deverá ser reduzido drasticamente, já que o leilão prevê repasse social de apenas 16,7%.

 

Se a entrega da Lotex se concretizar, o dinheiro das loterias que antes financiava programas sociais e culturais terá como finalidade o lucro da empresa que vencer o leilão. É inadmissível que o governo federal venda esse patrimônio dos brasileiros. A mobilização dos trabalhadores e do movimento sindical conseguiu barrar a última tentativa da gestão Temer de entregar as loterias. Estamos novamente mobilizados para evitar a concretização dessa venda, agora sob o governo neoliberal e entreguista de Bolsonaro.

 

# Fortaleça suas lutas, SINDICALIZE-SE!

 

De acordo com informações divulgadas pela imprensa, há ao menos dois interessados: a empresa norte-americana Scientific Games International (SGI) e a inglesa International Game Technology (IGT, adquirida em 2015 pela Gtech), ambas já atuantes no mercado de jogos. As propostas deverão ser entregues até o próximo dia 30.

 

O valor a ser arrecadado com o leilão diminuiu consideravelmente. Em 2016 especulava-se até R$ 4 bilhões; no primeiro edital, em 2017, o valor mínimo estava em quase R$ 1 bilhão. Recentemente, a expectativa caiu ainda mais: espera-se arrecadar R$ 642 milhões com o pagamento da outorga em três anos. O pagamento poderá ser parcelado em 4 vezes.

 

“É praticamente uma liquidação de um patrimônio brasileiro”, avalia a representante dos empregados no Conselho de Administração da Caixa, Rita Serrano, que lembra ainda que a Caixa, apesar da sua expertise, foi proibida de participar do leilão da Lotex. “Fica muito claro que a intenção é facilitar a participação e venda a empresas estrangeiras, fazendo com que o Brasil perca sua soberania. São empresas que não têm interesse em investir no País, ganham altas cifras e enviam as divisas para suas matrizes no Exterior”, conclui.

 

# Após cobranças, Caixa anuncia contratação de aprovados em concurso de 2014

Fonte SEEB SP
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!