Como pedir a restituição do IR tributado das férias vendidas

A Receita Federal esclareceu que não irá descontar o Imposto de Renda (IR) sobre os dias de férias que os trabalhadores venderem às empresas. Quem pagou o imposto indevidamente poderá agora pedir o ressarcimento. Para ter a devolução dos valores pagos, o contribuinte deverá enviar uma declaração retificadora referente ao ano-base em que teve suas férias vendidas. Os rendimentos das férias vendidas devem ser apontados no campo ?rendimentos não-tributáveis?. Segundo a receita federal há a necessidade da empresa retificar também, a DIRF, DCTF, e Informe de Rendimentos, sob pena de se não o fizer o contribuinte cair na malha fina. A receita esclarece que, mesmo que a empresa não faça a correção dos documentos, o trabalhador ainda pode obter a restituição do valor. Opcionalmente o contribuinte poderá optar pelo Justiça, pelo Juizado Especial Federal. Como essa norma existe desde 2006, a Receita afirma que só serão devolvidos os impostos pagos a mais a partir desse ano-base. Mas alguns especialistas têm uma interpretação diferente. Pela lei, o contribuinte tem direito a restituição do IR de férias pedidas há até cinco anos. A isenção do IR também se aplica aos trabalhadores com rescisão de contrato, que receberam o adicional de 1/3 das férias na ocasião, e aos funcionários que entraram com o pedido de aposentadoria e ganharam as férias proporcionais. Mas, segundo a Receita, nesses casos a isenção vale apenas a partir de 2008 e, portanto, quem se enquadra nessas condições deve fazer o acerto na próxima declaração.

Postado por em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!