Zumbi Vive

20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra

A data foi escolhida porque no ano de 1695, que morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares. Diante da atual conjuntura, não é uma data de comemoração, mas de muitas lutas e reflexões para apontar caminhos para uma sociedade mais justa e igualitária.

Hoje, 20 de novembro, é o Dia Nacional da Consciência Negra. A data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. Ela foi escolhida a data de 20 de novembro, pois foi neste dia, no ano de 1695, que morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

 

Mulheres negras acumulam piores indicadores sociais no Brasil

 

A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também uma forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.

 

Com maior escolaridade, negros ganham 1/3 a menos que salário de brancos

 

A criação desta data foi importante, pois serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional. Dinte dos ataques conservadores na atual conjuntura, é fundamental debater o racimo com mais intensidade no Mês da Consciência Negra. As reformas do corrupto governo de Michel Temer atingem em cheio a população mais pobre e negra do país, é a retirada de direitos com a reforma trabalhista, o freio no Minha Casa Minha Vida, na farmácia popular e na redução do valor do salário mínimo. Não é um mês de comemoração, mas de muitas lutas e reflexão para apontar caminhos para uma sociedade mais justa e igualitária.

 

Itaú, ONDE ESTÃO os negros e negras?

 

Clique aqui e veja a distribuição de bancários por raça/cor e por faixas de remuneração, de acordo com a Rais 2016.

 

Como fica sua vida com a reforma trabalhista?

Fonte: Contraf
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!