Previdência

Simule como fica sua aposentadoria na proposta do governo Bolsonaro

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
Simule como fica sua aposentadoria na proposta do governo Bolsonaro

Fazendo simulações fica mais fácil perceber o quanto os brasileiros serão prejudicados se a “reforma” da previdência for aprovada do jeito que está

Aumento no tempo mínimo de contribuição, pelo menos 40 anos contribuindo para ter aposentadoria integral (com base de cálculo que diminui valor do benefício em relação à conta atual), idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres... E essas são só algumas das mudanças propostas pelo governo Bolsonaro na chamada “reforma” da previdência.

 

São tantos prejuízos contra a classe trabalhadora embutidas em uma só proposta que é natural que, diante da lista de maldades, você se questione: E como fica o meu caso se a atual proposta for aprovada?

 

Na internet é possível encontrar opções de “calculadoras” para simular sua aposentadoria. Um exemplo é o simulador disponibilizado pelo jornal Zero Hora. Clique aqui para ver com sua vida piora com a “reforma” da previdência.

 

Para comparar com a forma atual de cálculo para aposentadoria, é possível acessar o simulador do INSS. Com os resultados das duas calculadoras, dá para ver o quanto a mais a maioria da população terá que trabalhar para tentar, se não morrer antes, se aposentar.

Fonte Imprensa Seeb Santos e Região com Zero Hora e INSS
Postado por Comunicação SEEB Santos e Região em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!