Ataque Santander

Santander faz tudo pra massacrar bancário e desrespeitar Acordo Coletivo

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Santander faz tudo pra massacrar bancário e desrespeitar Acordo Coletivo

O Santander só vai pagar a 1ª parcela da PLR dia 30/9 ao invés do acordado na CCT, 20/9. “É um desrespeito ao Acordo Coletivo e aos seus funcionários. Que já sofrem assédio moral por metas, corte de remuneração variável das metas cumpridas, entrega de tíquetes sem credenciamento adequado, retirada de portas giratórias trazendo insegurança, trabalho ilegal aos sábados, cobrança de plano de saúde para aposentados por invalidez e etc.”

Mesmo com lucro bilionário (R$ 7,120 bilhões) somente no 1º semestre deste ano, o Santander torna-se o pior carrasco dos bancários e descumpre o Acordo Coletivo e será o único banco a antecipação da PLR dia 30. Conforme a Convenção Coletiva de Trabalho assinada entre a categoria e os bancos, a antecipação da primeira parcela deve ser paga até dia 20 de setembro.

 

“O banco espanhol faz questão de humilhar, descumprir acordos e atacar os direitos dos trabalhadores. Entre os ataques e desrespeitos aos seus funcionários estão assédio moral por metas, corte de remuneração variável das metas, entregar tíquetes sem credenciamento adequado, retirada de portas giratórias trazendo insegurança, trabalho ilegal aos sábados, cobrança de plano de saúde para aposentados por invalidez e por aí vai”, afirma Fabiano Couto, dirigente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região e funcionário do Banco.

 

“A PLR é uma conquista histórica da categoria, cujas regras garantem a distribuição de uma pequena parte dos lucros recordes dos bancos construídos com muito trabalho e suor pelos bancários. A data de prazo final para o pagamento da antecipação, 20 de setembro, foi contratada com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na mesa de negociação. Portanto, todos os bancos já sabiam do prazo quando assinaram o acordo. Mas o Santander infringe o que firmou com os bancários”, explica Eneida Koury, presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região.

 

>> Santander é condenado a pagar R$ 274 mi por assédio moral aos funcionários

Fonte Comunicação do SEEB de Santos e Região
Postado por Gustavo Mesquita em Notícias
Atualizado em: 10 de setembro de 2019

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!