Se Liga

Procon-Santos irá à Justiça contra a Caixa Econômica Federal

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
Procon-Santos irá à Justiça contra a Caixa Econômica FederalLuigi Bongiovanni

Entidade proporá ação coletiva no caso do roubo de joias

O Procon-Santos pretende mover uma ação coletiva contra a Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de R$ 30 milhões, para reparar as perdas dos quatro mil clientes que tiveram as joias furtadas na unidade da Rua General Câmara, no Centro de Santos.

 

O processo será conduzido pelo Procon-Santos junto com a Fundação Procon do Estado de São Paulo. Na última semana, representantes das entidades estiveram reunidos na Capital para acertar detalhes sobre o caso.

 

“Estamos evoluindo nessas tratativas para verificar a viabilidade de propositura (da ação), através da Fundação Procon”, disse o coordenador da entidade santista, Rafael Quaresma, que lembra da multa administrativa já aplicada à Caixa, no valor de R$ 9,3 milhões.

 

“(A multa) foi contestada e aguarda julgamento administrativo. Nós acreditamos que não haverá redução”, explica.

 

Indenizações

 

A Caixa Econômica Federal informou, em nota, que “cerca de 90% dos clientes já foram indenizados, preservando igualmente os princípios contratuais de forma isonômica e transparente, sendo a indenização equivalente à 150% do valor da garantia avaliada, acrescido da atualização monetária. Além disso, o banco possui política de conciliação vigente para resolução da questão”.

 

Sobre a resposta da Caixa, Quaresma admite que clientes foram indenizados no percentual mencionado, mas afirma: “É um valor insatisfatório e, portanto, não indeniza corretamente esses consumidores”.

 

Subvalorização

 

O coordenador do Procon-Santos reforça que, mesmo os clientes que aceitaram a indenização não estão satisfeitos com o rumo do processo. “Quantos desses 90% receberam os 150% (de indenização) e não pretendem receber uma diferença, um valor maior?”.

 

“O critério de indenização fixado pela Caixa não condiz com os anseios e as expectativas dos consumidores. Receberam 150%, mas querem 200%, 300%, 500%. Não podemos esquecer que a Caixa subavalia as joias e, quando aplica a indenização, ainda paga muito menos”.

 

Relembre o caso

 

Em 17 de dezembro de 2017, a agência central da Caixa Econômica Federal, na Rua General Câmara, no Centro, foi assaltada por uma quadrilha.

 

Aproximadamente 15 criminosos participaram da ação. Eles renderam o segurança e levaram joias penhoradas e dinheiro. Um dia antes, o fornecimento de energia na região foi desligado, o que desativou o sistema de monitoramento.

 

>> Cadastre-se no whatsapp do Sindicato: clique aqui (pelo celular) e informe banco onde trabalha e seu nome

Escrito por: Matheus Müller
Fonte A Tribuna - 19/10
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!