Justa Causa

Não assine e nem produza provas contra si. É justa causa!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Não assine e nem produza provas contra si. É justa causa!

Bancos estão coagindo funcionários para que façam carta de próprio punho confessando irregularidades e depois demitem por justa causa. A Lei garante que nenhuma pessoa é obrigada a assinar qualquer documento ou produzir prova contra si. Denuncie ao Sindicato!

Alguns bancos segundo denúncias e ações na justiça, entre eles o Santander e o Itaú, formaram verdadeiros grupos de repressão para forçar os bancários a confessarem por escrito irregularidades por simples desconfiança. No Santander, por exemplo, existem duas Gerências de Ocorrências Especiais (GOE) e de Ocorrência Interna (GOI) onde sofrem interrogatórios e são pressionados com ameaças para que escrevam e assinem carta onde assumem ilícitos ditados pelos inspetores.

 

No Itaú os bancários recebem a notícia de que irão participar de um treinamento em São Paulo e são surpreendidos com interrogatórios e ameaças. E também pressionados a fazer uma carta que os incrimine.

 

Após as demissões, os funcionários vão ao Sindicato sem lembrarem o que escreveram ou assinaram. O departamento jurídico alerta que as demissões por justa causa, dependendo do que escreveram, podem se tornar irreversíveis na justiça.

 

A diretoria do Sindicato adverte aos trabalhadores a ocorrência deste tipo de situação na região. A Lei garante que nenhuma pessoa é obrigada a assinar qualquer documento ou produzir prova contra si. É muito importante que os bancários e bancárias denunciem estas práticas de tortura psicológica.

 

Já ocorreram nas últimas semanas três demissões por justa causa na Baixada. É importante que a categoria denuncie estas práticas que estão se tornando comum, porém criminosas por parte do banco, ao Sindicato. Não faça nem assine a carta em hipótese alguma, mesmo sob pressão de sofrer responsabilidades civil e criminal. Geralmente os bancários que foram coagidos são demitidos por justa causa e se assinam a carta fica difícil reverter a dispensa por justa causa e ganharem seus direitos na justiça.

 

 

Fonte Comunicação do SEEB de Santos e Região
Postado por Gustavo Mesquita em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!