Se Liga

Muita calma nessa hora: é tempo de organizar o bolso para as despesas de início de ano

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Muita calma nessa hora: é tempo de organizar o bolso para as despesas de início de ano

Todo início de ano nós brasileiros precisamos arcar com os pagamentos de IPTU, IPVA, material escolar, entre outros. Você já pensou em se planejar para ficar tranquilo? Então fique atento com as despesas de início de ano.

Todo começo de ano é o mesma coisa: passadas as festividades, a realidade bate na porta e as contas típicas da época começam a chegar na caixa de correio. Os principais acertos de contas são o IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana, recolhido pelas prefeituras) e o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores, do fisco estadual).

 

Além dos impostos, há também os gastos extras com material escolar, matrículas e afins. Se os mais precavidos guardaram a segunda parcela do 13º se preparando para esse momento, outra grande maioria vê o assunto com preocupação. E, para iniciar essa etapa com o bolso equilibrado, seguem algumas algumas dicas.

 

Em primeiro lugar, fuja dos empréstimos: os juros praticados pelos bancos nessa modalidade são bem mais altos do que os de atraso de impostos. O Santander, por exemplo, cobra uma taxa de 3,59% ao mês em simulação de empréstimo para R$ 960 em um ano de parcelas. Já a multa por dia de atraso do IPVA é de 0,33% mais juros de acordo com a Selic.

 

Mas se avaliar com cautela que uma ajuda de fora for realmente necessária, ponha na ponta do lápis sua programação de gastos mês a mês considerando múltiplos cenários. Empréstimo só será minimamente vantajoso se o Custo Efetivo Total (CET) do crédito for menor que os juros cobrados dos impostos. Geralmente, os créditos consignados praticam taxas mais razoáveis.

 

# Fortaleça suas lutas, SINDICALIZE-SE!

 

Há, nos casos do IPVA e IPTU, a opção de parcelar o valor – em três e seis vezes, respectivamente. A partir desse ano, o imposto automotivo de São Paulo também poderá ser parcelado via cartão de crédito por meio de lojas físicas credenciadas. Para quem não conseguiu reservar dinheiro durante o ano passado para este fim, essas podem ser boas alternativas, apesar de o pagamento à vista garantir desconto de 3% na cota única. Então, para os próximos anos, fazer o pé de meia mensalmente pode ser mais vantajoso.

 

Atenção às datas

 

Os valores dos impostos já estão disponíveis para consulta desde dezembro do ano passado, e o calendário paulista de vencimentos do IPVA foi iniciado em 9 de janeiro. Cada Estado tem seu próprio calendário de pagamentos. No entanto, se você ainda não consultou o seu, se apresse. Para o IPVA 2019 de SP, verifique no portal da Secretaria da Fazenda com o número da placa e o Renavam. É preciso lembrar que a secretaria não envia mais avisos de vencimento aos proprietários.

 

Os boletos do IPTU 2019 começam a vencer no início de fevereiro e devem ser enviados pelas prefeituras municipais.

 

# Divirta-se: Bar Cultural na praia do Embaré em Santos dia 26/01

Fonte Afubesp
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!