HSBC

MPT orienta suspender demissões e banco marca negociação nesta quinta

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
MPT orienta suspender demissões e banco marca negociação nesta quinta

O Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT-PR) realizou na tarde desta quarta-feira (12) uma audiência de mediação entre o HSBC e o Sindicato dos Bancários de Curitiba e região para tratar sobre o processo de demissões iniciado na semana passada. 

Após o diálogo, o procurador Alberto Emiliano de Oliveira Neto orientou o banco inglês a suspender as dispensas e iniciar uma negociação com os representantes dos trabalhadores. Ele também estabeleceu um prazo de cinco dias consecutivos, até segunda-feira (17), para o HSBC se manifestar a respeito das providências a serem tomadas.

HSBC não apresenta números das demissões

Diante dos questionamentos realizados pelo Sindicato acerca do número exato de demissões já concretizadas em Curitiba e região, no Paraná e em todo o Brasil e dos critérios utilizados nos desligamentos, o HSBC informou que não havia trazido dados precisos para a audiência. Segundo a assessoria jurídica do banco, foram realizadas cerca de 180 demissões em Curitiba na última semana e outras 180 no restante do país. 

Além disso, no entendimento da direção do HSBC, as demissões não caracterizam dispensa coletiva, nem redução de postos de trabalho. Trata-se apenas de um processo normal de execução de desligamentos que ficaram acumulados nos meses de setembro e outubro (quando aconteciam as negociações da Campanha Salarial 2014).

O Sindicato contestou a posição do banco e informou que, no período de janeiro a setembro de 2014, foram desligados 211 bancários da base de Curitiba e região, dado que contrasta com as 180 demissões realizadas em apenas uma semana. A entidade, juntamente com o movimento sindical, exige ainda a suspensão das demissões e o cancelamento dos desligamentos realizados.

MPT-PR prima pela negociação 

O procurador Alberto Emiliano de Oliveira Neto explicou que a finalidade da audiência era permitir ao Sindicato e ao HSBC espaço propício para negociação. Ele ressaltou ainda que, diante da possibilidade de um número expressivo de demissões, se espera que o empregador procure a entidade representante dos trabalhadores previamente para negociação. 

Segundo Oliveira Neto, o MPT prima pela manutenção dos vínculos contratuais e acredita que os sindicatos possuem competência técnica para buscar alternativas em situações como esta.

Por fim, o HSBC solicitou que os protestos e paralisações, realizadas desde sexta-feira (7), sejam suspensos. O Sindicato se prontificou a encerrar a paralisação, assim que o banco suspender o processo de demissão. 

Reunião nesta quinta em São Paulo

Uma reunião de negociação entre o HSBC e o movimento sindical foi marcada pelo banco para ocorrer nesta quinta-feira (13), às 16h, na capital paulista.

O diálogo foi agendado um dia após o ofício enviado pela Contraf ao HSBC, cobrando uma reunião para discutir o fim das demissões, a reintegração dos demitidos e uma política permanente de emprego.

Leia Mais: HSBC Demitiu, Parou!

Fonte SEEB Curitiba
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!