Caixa

Movimento sindical cobra explicações sobre pagamento do FGTS e PDV

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
Movimento sindical cobra explicações sobre pagamento do FGTS e PDV

Saques do FGTS podem envolver até 160 milhões de pessoas e 270 milhões de contas

A direção da Caixa Econômica Federal comunicou aos seus empregados que vai abrir agências nos finais de semana nos próximos seis meses, para operacionalizar os saques do FGTS. A medida, adotada unilateralmente, foi anunciada por meio de videoconferências aos gestores das unidades nesta quinta-feira (25). Além disso, o banco decidiu cancelar o Plano de Demissão Voluntária (PDV) que estava em andamento, sem explicar como ficará a situação das pessoas que aderiram.

 

O movimento sindical vai cobrar explicações da direção da Caixa e estuda medidas que podem ser tomadas para assegurar os direitos da categoria que voltam a ser atacados pelo banco.

 

A forma como foi feito o anúncio é absurda, gerando apreensão e dúvidas nos empregados, sem dar qualquer detalhe de como essa operação vai funcionar. Sabe-se apenas que acontecerá por 6 meses, tempo muito superior aos 2 meses da operação para os saques de contas inativas do FGTS em 2017. O movimento sindical cobra do banco esclarecimentos com urgência. A Caixa vai desrespeitar a lei e Acordo Coletivo de Trabalho?

 

A operação para os saques do FGTS será muito maior do que a de 2017, quando as agências ficaram superlotadas. O próprio Pedro Guimarães admite que essa operação pode chegar a 160 milhões de pessoas e 270 milhões de contas. Nas palavras dele, a operação é “algo que praticamente nunca foi feito”.

 

Além de condições de trabalho adequadas, uma das grandes preocupações é a segurança. Uma unidade superlotada não é segura nem para empregados e nem para clientes. Diante do processo de desmonte que é imposto na Caixa pelo governo federal, essa operação é uma grande armadilha contra o banco público.

 

PDV 

Outra questão é o cancelamento do PDV. Além de ser considerado um desrespeito aos trabalhadores que já aderiram ao programa, a medida demonstra como a Caixa necessita de mais funcionários. Nos últimos três anos, a Caixa perdeu quase 17 mil postos de trabalho.

 

O movimento sindical defende e luta  pela contratação de mais trabalhadores para melhorar as condições de trabalho na Caixa e que os direitos sejam respeitados.

Fonte Fenae
Postado por Comunicação SEEB Santos e Região em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!