Balanço

Lucro do BicBanco atinge R$ 500 mil no primeiro trimestre

À espera da aprovação dos reguladores para a troca de controlador, o lucro líquido contábil do BicBanco somou R$ 500 mil no primeiro trimestre.

O banco aguarda a finalização do processo de homologação da venda de seu controle para o China Construction Bank (CCB). A expectativa é que isso seja finalizado no próximo trimestre.

Em seu relatório de resultados, o BicBanco destacou que, por conta deste momento de mudança societária, a administração tem privilegiado a liquidez, a estabilidade dos volumes operacionais e a qualidade dos ativos, em detrimento da expansão de carteiras e da maior exposição a riscos.

Nesse contexto, a carteira de crédito expandida, que inclui avais e fianças, encolheu 10,3% em 12 meses e mostrou estabilidade em relação ao fim do ano passado, a R$ 12,792 bilhões.

O índice de inadimplência acima de 90 dias subiu para 3,4%, ante 2,6% no primeiro trimestre do ano passado. Com isso, as despesas com provisão para devedores duvidosos alcançaram R$ 63,1 milhões, com alta de 8,2%. A margem financeira líquida antes de provisões foi de R$ 190,7 milhões, o que representou queda de 14,1% sobre o início do ano passado.

A estratégia de privilegiar a liquidez fez com que o banco encerrasse março com R$ 2,26 bilhões em ativos de alta liquidez, com aumento de 2,1% sobre dezembro e de 33% ante o mesmo período do ano passado.

O banco deve manter os atuais volumes da carteira de crédito e ter um caixa disponível respeitando a faixa entre R$ 1,5 bilhão e R$ 2,5 bilhões.

Além disso, a expectativa é que a mudança do controle para o CCB seja finalizado no segundo trimestre. Bardini explicou que neste primeiro trimestre muitas etapas do processo foram cumpridas, o que leva a crer que a finalização pode estar próxima.

Em janeiro, o CCB entregou um plano de negócios ao Banco Central. No mesmo mês, o Conselho Administrativo de Defesa Econômico deu sinal verde para que a transação fosse efetivada. Em fevereiro, as autoridades bancárias das Ilhas Cayman também aprovaram a operação. O banco concluiu ainda o processo de reorganização societária e começou a solicitar o consentimento de credores cujos contratos possuem cláusulas relativas a troca de controle.

Fonte Valor Econômico
Postado por Fernando Diegues em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!