Alerta

Liberação de veneno é a maior da história do país

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
Liberação de veneno é a maior da história do país

Nunca se liberou tanto veneno para o plantio dos alimentos que chegam à mesa do brasileiro. Até outubro, o governo Bolsonaro autorizou a utilização de 382 novos agrotóxicos nas lavouras. Um risco à saúde!

Não são só os pesticidas que contaminam e prejudicam a qualidade do que se está consumindo. Os transgênicos - feitos em laboratórios por meio de técnicas artificiais - também estão sendo produzidos em larga escala.

 

>> Conheça o Livres - Rede de Produtos do Bem - Baixada Santista

 

Cerca de 22 novas plantas geneticamente modificadas foram liberadas até setembro. O dobro da média anual desde o golpe jurídico-midiático-parlamentar de 2016. Os dados deixam claro a negligência do governo Bolsonaro com a saúde do brasileiro.

 

Os agrotóxicos e os alimentos transgênicos prejudicam cada vez mais a saúde dos brasileiros, provocando doenças e danos ambientais incalculáveis. Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), os pesticidas estimulam diversos tipos de doenças, inclusive a incidência de câncer, malformações congênitas, e uma série de outras que vão desde distúrbios do sistema nervoso central e até o digestivo. Uma lástima!

 

>> Cadastre-se no whatsapp do Sindicato: clique aqui (pelo celular) e informe banco onde trabalha e nome

 

 

Fonte Sindicato dos Bancários Bahia
Postado por Fabiano Couto em Notícias
Atualizado em: 03 de novembro de 2019

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!