Se Liga

GDP: não aceite pressão! Imposição não é acordo!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
GDP: não aceite pressão! Imposição não é acordo!

Agora motivo de descomissionamento, Gestão de Desempenho de Pessoas passa a atingir todos empregados, o que pode resultar em aumento da pressão para o cumprimento de meta; Movimento sindical luta pela revogação da RH 184, o fim da GDP e orienta os bancários a não aceitarem cobrança por metas impostas pela chefia.

Sem qualquer negociação, a direção da Caixa divulgou, no fim de junho, a mais nova versão (41) da RH 184 determinando que apenas uma avaliação negativa na Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP) pode resultar em apontamento para descomissionamento (MO21182).

 

Na última sexta-feira 13, a direção do banco foi além e anunciou a abertura de novo Ciclo da GDP que agora passa a atingir todos os 80 mil empregados da instituição financeira, inclusive os bancários sem função comissionada.A revogação da versão 41 da RH 184 e o fim da GDP são duas das principais reivindicações dos trabalhadores na Campanha Nacional 2018.

 

“Ou cumpre a GDP imposta pelo gestor, ou perde a função”

 

O movimento sindical recebeu diversas denúncias afirmando que as metas estão sendo impostas pela chefia, e o empregado não tem opção a não ser assinar a adesão ao novo ciclo.

 

“A preocupação é como a busca por essa exigência pelos caixas vai prejudicar no desempenho no dia a dia”, reclama uma bancária que trabalha em agência. “Sabemos que é uma função que exige atenção, concentração, e o prejuízo vem direto no nosso bolso, caso haja. E a busca por venda nos caixas pode nos prejudicar numa eventual diferença de valores. Agora surge uma exigência de compartilhamento de metas, que são responsabilidades dos gerentes. Mas na hora em que um caixa tem seu prejuízo, quem vai querer compartilhar com ele esse prejuízo? Ninguém”, protesta a empregada.

 

Um bancário de área meio da Caixa avalia que a GDP tem sido um instrumento de pressão usado pelos gestores para impor sobrecarga de trabalho, resultando no aumento dos adoecimentos. “Na minha unidade, por exemplo, há trabalhadores adoecendo e trabalhadores doentes sendo sobrecarregados e ameaçados pela gestão do banco com a retirada de função. Da parte da gestão, não querem nem saber de ouvir trabalhador. Ou o trabalhador cumpre a GDP imposta pelo gestor, ou perde a função.”

 

Não aceite pressão! Denuncie!

 

Denuncie pelo e-mail: santosbancarios@uol.com.br, fale conosco do site santosbancarios.com.br, ou pelo whatsapp (13) 99209.2964. Tudo é mantido em sigilo.

Fonte Com informações SEEB SP
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!