Previdência

Fundo de Pensão: Santander fecha adesão ao plano SantanderPrevi

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Fundo de Pensão: Santander fecha adesão ao plano SantanderPrevi

Em total desrespeito, mais uma vez o banco espanhol ataca direitos de seus funcionários, como já ocorreu neste mesmo plano de benefícios, quando o Banco Real foi adquirido e mudou-se totalmente a forma de suas contribuições.

Mesmo o Brasil respondendo pelo maior lucro do Grupo Santander, o banco irá promover unilateralmente alterações no plano de previdência complementar dos funcionários participantes do SantanderPrevi, sem nenhuma negociação com os sindicatos ou com a Comissão de Organização dos Empregados (COE).

 

# Denuncie as ocorrências de assédio no Santander!

 

Em comunicado oficial, o banco informa que a o atual plano de benefícios será fechado para novas adesões e que “não haverá mudanças para os atuais participantes ativos e assistidos”. Para os novos funcionários será ofertado um plano de previdência aberto SBPrev (PGBL e VGBL), administrado pela Icatu Seguros.

 

O Conselho Deliberativo do Fundo aprovou as mudanças em 28/03/18, baseada em proposta de previdência aberta, já contratada em 02/01/18 (conforme ATA do órgão). Porém, só agora houve a devida divulgação. Lembramos que após chancela da Previc, e posterior publicação no Diário Oficial da União, passarão a valer as novas regras, portanto, os atuais funcionários que ainda não aderiram ao plano SantanderPrevi, que o façam o mais breve possível.

 

# Santander força trabalho fora do expediente

 

A previdência fechada apresenta melhores resultados no longo prazo, onde há a participação na gestão dos verdadeiros donos dos recursos, além de custos de administração menores, sem fins lucrativos. Há uma grande diferença da previdência aberta, onde as taxas cobradas pelos bancos e seguradoras acabam por diminuir as reservas dos participantes e comprometem o beneficio futuro.

 

O movimento sindical reivindica processo de negociação junto ao Santander para entender melhor este processo de alteração que visa, principalmente, excluir os participantes da gestão da entidade. No caso do SantanderPrevi, a governança já é bem precária, com demandas judiciais por eleições, auto de infração contra seus dirigentes por má gestão dos investimentos, dentre outros problemas.

 

# Santander, a espoliação consentida

 

Em total desrespeito com os trabalhadores do país, mais uma vez o banco espanhol ataca direitos de seus funcionários, como já ocorreu neste mesmo plano de benefícios, quando o Banco Real foi adquirido e mudou-se totalmente a forma de suas contribuições. Ataca ainda as demais previdências do Grupo, como é o caso das alterações estatutárias que vem tentando – junto a Previc – no Banesprev.

 

Incoerências

 

Destacamos que não há nenhuma transparência neste processo. Não se conhece, ao menos, os regulamentos que serão implantados. Por qual o motivo o banco, com toda a sua gama de empresas coligadas e ampla expertise de negócios, precisa contratar um concorrente para administrar a previdência de seus empregados?

 

# Curta a página do Sindicato no Facebook

 

A Afubesp questiona: Quem está ganhando com isso? Com certeza, não são os trabalhadores. E mais: Quem garante que, no futuro, o Santander não obrigará os participantes do atual plano SantanderPrevi a migrarem ao plano administrado pela Icatu?

 

>> Cadastre-se no whatsapp do Sindicato: clique aqui (pelo celular) e informe banco onde trabalha e seu nome.

Fonte: Afubesp
Postado por Fabiano Couto em Notícias
Atualizado em: 30 de abril de 2018

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!