Gestão de Desempenho por Competência

Fim da GDP e Radar é desrespeito com bancários do Banco do Brasil

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Fim da GDP e Radar é desrespeito com bancários do Banco do Brasil

Sindicato reagirá com paralisações, entre outras ações, caso critérios subjetivos e discriminatórios sejam usados para avaliações de desempenho na Baixada Santista

Em um claro desrespeito ao Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico dos trabalhadores e trabalhadoras do Banco do Brasil, a Diretoria de Distribuição Sudeste (Disud) anunciou que irá deixar de usar a Gestão de Desempenho por Competência (GDP) e o Radar como ferramentas de avaliação dos funcionários. Agora, segundo informações levantadas pelo movimento sindical, os critérios serão definidos pelos superintendentes, conforme ordem do Diretor e a nota da GDP será ignorada para definir um descomissionamento.

 

“Não vamos aceitar esse absurdo. Se esse tipo de prática começar a acontecer contra os bancários da Baixada Santista, iremos paralisar as agências do BB na região e tomar todas as medidas cabíveis”, afirma a presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região, Eneida Koury.

 

O movimento sindical já reivindicou ao banco que seja instalada uma mesa de negociação para tratar da GDP.

 

Preencha a pesquisa Bancári@s da Baixada Santista (leva no máximo 3 minutos)

 

Acordo Coletivo de Trabalho (ACT)

A cláusula 45ª do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), assinado entre o Banco do Brasil e o movimento sindical, prevê que para descomissionamento têm que ser observados 3 ciclos consecutivos de avaliações insatisfatórias. Ou seja, a ideia é ter uma média de GDP para fazer a análise. O BB passou a discordar dos conceitos de média, alegando que com a auto avaliação e avaliação dos colegas, a nota média vai ficar alta, nos critérios de desempenho considerados pelo Banco do Brasil, que não são claros para os avaliados.

 

A ferramenta GDP, aposentada pela Disud, prevê e deixa visível a nota média dos avaliados. A Diretoria do BB então, para efetuar cortes e descomissionamentos, passou a desconsiderar a nota média e usar apenas uma nota insatisfatória em qualquer competência como critério. Houve casos de funcionários com notas suficientes que foram descomissionados porque constava na sua avaliação contínua uma anotação negativa. É fundamental que a categoria se mobilize para lutar contra mais esse ataque!

 

Qualquer problema em agências da Baixada Santista devem ser denunciadas direto para os diretores ou anonimamente por meio do fale conosco do site do Sindicato. Outros canais de comunicação são o facebook e o whatsapp do Sindicato dos Bancários.

Fonte: Imprensa Seeb Santos e Região com informações da Contraf
Postado por Fernando Diegues em Notícias
Atualizado em: 09 de outubro de 2017

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!