#SempreNaLuta

Dia Nacional da Consciência Negra: por uma sociedade livre de racismo!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Dia Nacional da Consciência Negra: por uma sociedade livre de racismo!

A discriminação racial ainda é responsável por boa parte das desigualdades sociais do Brasil. O preconceito é resultado não somente da discriminação ocorrida no passado, mas de um processo ainda muito ativo de estereótipos raciais enraizados por muito tempo.

Estrutural, o racismo continua impregnado na sociedade brasileira, apesar de alguns avanços conquistados por meio de muitas lutas e ainda em processos de lapidação. Precisamos reverter esse quadro e promover um modelo de desenvolvimento no qual a diversidade seja um dos seus pilares e no qual prevaleça a cultura da inclusão e da igualdade.

Eixos defendidos pela INTERSINDICAL - Central da Classe Trabalhadora como a reforma política com constituinte exclusiva e a democratização da comunicação são alguns meios para profundas mudanças no combate ao racismo e inclusão da população afrodescendente.

No entanto, temos de continuar denunciando constantemente o genocídio da juventude negra periférica pelo braço armado do Estado, a ainda irrisória presença de negros nos espaços acadêmicos de maior peso, as intervenções urbanas que isolam as periferias, especialmente nas grandes cidades.

É preciso compreender que o preconceito racial é intrinsecamente classista. Por isso, em um mundo ainda dominado por uma minoritária, mas poderosa elite branca (e masculina), se faz necessário o enfrentamento direto ao capital.

Também precisamos defender os mais diversos meios de intervenção como ações de valorização da população negra, política de cotas – tanto nas universidades públicas quanto nos serviços públicos, o direito de expressão das religiões de matriz africana, repressão às práticas de racismo e o fim da violência contra a mulher negra.

Some-se a isso, iniciativas socioculturais como cinema, teatro, seminários e debates, como a roda de conversa promovida recentemente pela INTERSINDICAL para discutir "A importância do Candomblé na resistência negra e a luta contra a intolerância religiosa", que reuniu muitas pessoas interessadas no tema.

Lutamos por uma sociedade livre de racismo e igualitária.
Viva a luta do povo negro!

Fonte INTERSINDICAL - Central da Classe Trabalhadora
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!