Violência

Decreto libera fuzil para qualquer pessoa

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Decreto libera fuzil para qualquer pessoa

A população precisa da criação de empregos, educação e saúde, não da liberação de armas

Em tempos que a população brasileira pede o fim da violência, a saída para o presidente Bolsonaro é armar mais ainda para uma guerra sem fim. O decreto que regulamenta o porte e posse de armas no país permite a qualquer cidadão comprar um fuzil T4. Isso mesmo. Uma das armas mais letais estará disponível no mercado livremente.

 

Até então, os brasileiros só podiam comprar armas com energia cinética até 407 joules. A potência se refere a revólveres de calibres 32 e 38, e pistolas de calibre 380. Com o novo decreto, sobe o limite para o uso de armas com 1.620 joules, ou seja, quatro vezes mais do que é estabelecido atualmente, que abre caminho para a venda de fuzis.

 

O fabricante no Brasil da arma, que até então era de posse somente das forças táticas militares, já tem uma lista de espera de 2 mil pessoas para adquirir o artefato. O valor mínimo é de R$ 30 mil.

 

A pergunta que fica é: Quem é este "cidadão de bem" que terá acesso a arma desse porte para ter a falsa sensação de proteção? Para o povo que vive com o salário mínimo a R$ 998,00 certamente não é. O decreto nada mais é do que uma forma de mascarar a falta de investimento em áreas primordiais.

 

>>> Curta o Sindicato no Facebook

 

 

 

Escrito por: Imprensa SEEB Bahia
Fonte Sindicato dos Bancários da Bahia
Postado por Comunicação SEEB Santos e Região em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!