Campanha Salarial 2010: Debate sobre o combate ao assédio moral abre as negociações

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
Campanha Salarial 2010: Debate sobre o combate ao assédio moral abre as negociações

Veja calendário de negociações O fim do assédio moral foi o principal tema da primeira rodada de negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Na reunião realizada dia 24/08, em São Paulo, os representantes dos trabalhadores apresentaram uma série de propostas a partir do que vem sendo debatido mês a mês nas mesas temáticas instaladas desde a Campanha Nacional Unificada do ano passado. O movimento sindical quer implantar treinamento qualificado para combater o assédio moral, mas os bancos não aceitam e distribuem cartilhas paliativas aos funcionários. A cláusula sobre assédio moral na nova Convenção Coletiva de Trabalho deve prever uma declaração explícita por parte dos bancos contra qualquer ato de assédio moral. Uma das discussões é a apresentação de dados setoriais sobre o problema nos locais de trabalho. Além do combate ao assédio moral e o fim das metas, a rodada de negociação abordou outras questões prioritárias para os trabalhadores. A saúde nos locais de trabalho é uma das prioridades, assim como a manutenção dos salários e direitos aos bancários afastados por motivos de saúde. Como a garantia de função para quem retornar de licença-médica e o abono de faltas dos bancários com deficiência para manutenção de suas próteses. O debate volta à mesa na próxima semana, quando ocorrem duas novas rodadas com a Fenaban: uma na quarta-feira, dia 1º, outra na quinta-feira, dia 2, ainda sobre Saúde, Condições de Trabalho e Segurança Bancária. “Caso os banqueiros fiquem irredutíveis, como já demonstraram na primeira rodada de negociações, os bancários (as) vão para a greve e cruzarão os braços”, explica Ricardo Saraiva Big, Presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região. Calendário Na rodada de hoje, também foi definido o calendário de negociação. Confira: Dias 1º e 2/9 – Saúde, Condições de Trabalho e Segurança Bancária Dias 8 e 9/9 – Emprego e Condições de Trabalho Dias 15 e 16/9 – Remuneração Mobilização: Dia Nacional de Luta O Comando aprovou em reunião realizar na próxima terça-feira, 31, Dia Nacional de Luta com três eixos: combate ao assédio moral, fim das metas e mais segurança. Atualizado em 25 de agosto 2010 às 11h05 Texto: Gustavo Mesquita ############################ O Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban abriram as negociações da Campanha Salarial 2010 nesta terça-feira, 24, com o debate do Programa de Prevenção de Conflitos no Ambiente de Trabalho, que integra os temas sobre Saúde e Condições de Trabalho da pauta de reivindicações. O programa, que tem como objetivo o combate ao assédio moral e a violência organizacional, foi discutido com os bancos no ano passado e retomado na mesa temática de Saúde do Trabalhador a partir de abril deste ano, mas não avançou. Na discussão de hoje as divergências permanecem em relação à participação dos sindicatos na elaboração dos conteúdos dos treinamentos de gestores sobre o tema e na divulgação do nome do denunciado por prática de assédio moral. O debate volta à mesa na próxima semana, quando ocorrem duas novas rodadas com a Fenaban: uma na quarta-feira, dia 1º, outra na quinta-feira, dia 2, ainda sobre Saúde, Condições de Trabalho e Segurança Bancária. Calendário Na rodada de hoje, também foi definido o calendário de negociação. Confira: Dias 1º e 2/9 – Saúde, Condições de Trabalho e Segurança Bancária Dias 8 e 9/9 – Emprego e Condições de Trabalho Dias 15 e 16/9 – Remuneração

Fonte Susan Meire
Postado por em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!