Não à Precarização!

CAIXA: Bancários insistem no fim da perda de função

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
CAIXA: Bancários insistem no fim da perda de função

Reivindicação foi feita durante terceira reunião do grupo de trabalho conquistado na Campanha Salarial 2016. Medida é necessária para acabar com injustiças e perseguições cometidas por algumas chefias.

A terceira rodada de discussões do Grupo de Trabalho sobre descomissonamento na Caixa Federal foi marcada pela insistência dos representantes dos empregados de que seja colocado um fim nas perdas arbitrárias de função.

Em reunião na terça 6, o movimento sindical entregou aos representantes do banco documento com propostas formuladas a partir de ampla consulta feita aos trabalhadores. A construção da Caixa está diretamente vinculada à entrega diária de seus empregados, que traçam sua trajetória de trabalho dentro da empresa pública, com dedicação e aperfeiçoamento contínuo. Essa perspectiva não deve ser interrompida abruptamente por um instrumento precário, que retrata muitas vezes um momento desvinculado da história laboral do empregado.

Os representantes dos empregados reafirmaram a defesa da Caixa 100% pública como principal bandeira de luta e resistência na conjuntura que vigora atualmente no Brasil. É também com base nesse parâmetro que o descomissionamento feito a partir do julgamento unilateral das chefias está sendo contestado.  

A exemplo do que ocorreu nas duas reuniões anteriores, de 25 e 30 de novembro, os negociadores da Caixa se limitaram a valorizar a forma de descomissionamento motivada pelo preenchimento do MO 21182 (modelo de formulário) pela chefia. Voltamos a reiterar como absurdo o fato de uma empresa do tamanho e da relevância da Caixa deixar como prerrogativa de um indivíduo a carreira de diversos empregados.

É imprescindível que esse processo seja aprimorado com urgência. Para que não ocorra uma decisão de uma fotografia, um momento do empregado, prejudicando toda uma carreira construída ao longo de uma vida. A Caixa precisa garantir que haja um processo que respeite a história das pessoas, pois essa é a maneira mais adequada para assegurar segurança e proteção para quem já muito contribuiu ao bom desempenho da empresa.

A Caixa ficou de analisar as propostas e contribuições formuladas com base na ampla consulta aos empregados. Uma nova reunião foi agendada para dia 19. Caberá a esse encontro a elaboração de uma proposta final do GT, a ser posteriormente remetida para apreciação na mesa de negociações permanentes entre a direção do banco público e a CEE.

Fonte: Com informações SEEB SP
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!