Caixa: Bancário não trabalha sábado

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Caixa: Bancário não trabalha sábado

A Lei 7.430 da CLT garante: bancário não trabalha aos sábados. Por isso a diretoria do Sindicato dos Bancários de Santos e Região paralisou as unidades da Caixa Econômica Federal, 02/06/12 em Cubatão, Praia Grande, Mongaguá, Peruíbe, Feirão de Guarujá e Bertioga. Porém, os funcionários precisam recusar trabalhar no sábado, senão vira rotina

A diretoria do Sindicato paralisou  agências da CAIXA sábado, dia 02/06/2012, por conta do Feirão da Casa Própria. Porém, a força do governo federal, o sistema capitalista e os prepostos do banco em mobilizar a justiça e a polícia é brutal. Isto gerou confusão e os bancários foram obrigados a sair da frente das unidades pela polícia e os empregados levados a força para dentro das agências. 

O incrível e estarrecedor é que a Lei Federal 7.430 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) dá total respaldo à ação do Sindicato. A Lei é específica, conforme o artigo 224, “a duração normal do trabalho dos empregados em bancos, casas bancárias e Caixa Econômica Federal será de 6 (seis) horas continuas nos dias úteis, com exceção dos sábados, perfazendo um total de 30 horas de trabalho por semana. (Redação dada pela Lei nº7.430, 17/12/85, DOU 18/12/85) – CLT. 

Conscientização, mobilização e recusa 
“Conscientize-se e mobilize-se contra o trabalho aos sábados. A luta é de todos nós”, diz Ricardo Saraiva Big, presidente do Sindicato.

“É bom esclarecer: se os funcionários não se recusarem em trabalhar aos sábados ficará muito difícil o Sindicato defender este direito da categoria sozinho. A mobilização é a única arma que eles entendem, senão pode virar rotina”, enfatiza Sérgio Cabeça, diretor do Sindicato e empregado do banco.

Dois turnos e mais contratação
Este serviço e outros que a CAIXA oferece poderiam ser realizados durante a jornada legal dos bancários contratando mais funcionários e organizando dois turnos de trabalho, com isso abririam mais cedo e fechariam mais tarde para atender a população, respeitariam a Lei Federal conquistada com muita luta para diminuir os casos de adoecimento em massa na categoria (uma das mais atingidas pelo afastamento e suicídios causados pelo serviço estressante) e aumentariam o número de postos de trabalho aos jovens de nossa região e do País inteiro. Sempre respeitando a jornada de seis horas.

Comerciários e flexibilização da CLT
“Este golpe para afrouxar as leis trabalhistas é bem conhecido de outras categorias, como os comerciários, por exemplo. Esta categoria em décadas passadas trabalhava de 2ª a 6ª feira, das 8h às 18h, com duas horas de almoço e aos sábados, das 8h às 12h. Atualmente, devido a exploração dos patrões, trabalham de 2ª a domingo, inclusive aos feriados , por 8, 9, 10 ou mais horas. Existem casos de trabalhadores em supermercados ou casas comerciais que ficam por até três meses sem nenhum tipo de folga”, ressalta Big.
 
Bancários fazem manfiestação contra trabalho aos sábados
A diretoria do Sindicato fez manifestação quinta-feira, dia 31/05/2012, com carro de som, faixas e cartazes na agência da Caixa Econômica Federal, no centro de Santos, contra a abertura das unidades do banco estatal aos sábados, porque bancário não trabalha nos sábados. O Sindicato é você! Lute para não perder o direito do descanso remunerado no sábado. É direito dos bancários!

Fonte Imprensa SEEB Santos e Região
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!