Dados financeiros

Bancos já podem consultar cadastro positivo

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
Bancos já podem consultar cadastro positivoluis_molinero

Bancos de dados de clientes estão sendo abastecidos desde novembro do ano passado

Bancos, comerciantes e empresas que emprestam dinheiro já podem consultar o chamado  "cadastro positivo" para decidir se concedem crédito ou parcelamentos aos consumidores. Administrados por empresas autorizadas pelo Banco Central (BC) a recolher os dados dos clientes, os bancos de dados vêm sido abastecidos desde novembro.

 

Uma das empresas que operam o cadastro positivo, o Serasa liberou os dados para consulta no sábado, 11/1. O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) abrirá a consulta na quarta-feira 15/1.

 

Somente as empresas nas quais o cliente buscar crédito podem consultar os dados. A empresa não pode levantar as informações preventivamente caso o consumidor não tenha pedido crédito em um de seus estabelecimentos.

 

No momento, podem ser consultados cinco tipos de informações sobre o cliente:

1) Nota de crédito (score): Representa a capacidade de pagar o empréstimo;

2) Índice de pontualidade de pagamento: Número de contas quitadas, vencidas ou canceladas;

3) Índice de comprometimento de gastos: Tipo de despesas, como consumo, empréstimos, cartão e financiamentos;

4) Quantidade de consultas do CPF por segmento de empresas;

5) Histórico consolidado de compromissos assumidos: Valores e datas de pagamento).

 

As empresas, no entanto, não podem acessar os bens comprados pelo consumidor, nem o nome das instituições onde ele contraiu operações de crédito e o saldo em conta corrente ou de investimentos. O Banco Central afirma que os bancos de dados não são alimentados com essas informações.

 

A primeira etapa do cadastro positivo abrange as informações de crédito dos consumidores com conta em banco ou com operações em mais 100 empresas de crédito, como financeiras. Os clientes foram comunicados por e-mail, SMS ou carta da inclusão no banco de dados.

 

O cliente notificado da inclusão no banco de dados pode consultar a nota de crédito e o histórico financeiro. Para isso, o consumidor deve entrar nas páginas da internet de uma das quatro operadoras do cadastro positivo (Boa Vista, Quod, Serasa e SPC), cadastrar um e-mail e uma senha e aceitar um termo de compromisso.

 

Nos próximos meses, o cadastro positivo será ampliado e passará a receber dados de empresas de varejo, telefonia e concessionárias de água e luz. Dessa forma, pessoas sem conta em banco também serão incluídas. Quem não quiser entrar no cadastro positivo deve avisar a instituição financeira.

 

Procon

O Procon vê com reserva o banco de dados, principalmente em relação à inclusão automática do consumidor no ranking. Para a entidade, “a inclusão neste cadastro deve ser um ato voluntário e não automático, uma vez que viola a garantia da proteção à intimidade e à vida privada das pessoas, expondo a condição econômico-financeira e a vida pessoal". O consumidor "vai ter sua vida financeira vasculhada para garantir que é um bom pagador e não existe certeza nenhuma de que os juros vão realmente cair”.

 

 

 

Quem quiser consultar a situação no cadastro positivo ou pedir a exclusão da lista deve procurar uma das quatro empresas administradoras dos bancos de dados.

 

Veja abaixo os contatos:

Boa Vista: 3003-0101 ou www.consumidorpositivo.com.br

Serasa Experian: 0800 776 6606 ou www.serasaconsumidor.com.br

SPC Brasil: 0800-887-9105 ou www.spcbrasil.org.br

Quod: 3003-7863 ou https://www.quod.com.br

Fonte Com informações da Agência Brasil e Procon-SP
Postado por Comunicação SEEB Santos e Região em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!