Bradeskaos

Banco quer fechar agências e transformar sua vida em INFERNO

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Banco quer fechar agências e transformar sua vida em INFERNOFernando Diegues

O Bradesco fará uma "revisão" de sua rede de atendimento; o foco da instituição é fechar até 200 agências para aumentar as receitas. Isso significa mais exploração e desrespeito contra os Bancários e clientes.

# Em caso de demissão procure o sindicato imediatamente antes de homologar

 

O Bradesco está estudando o fechamento de até 200 agências este ano em meio a uma revisão de sua rede de 4.750 pontos de atendimento, disse nesta terça-feira o novo presidente da instituição, Octavio Lazari. O executivo assumiu o comando do segundo maior banco privado do país na última segunda-feira.

 

Após a aquisição de 800 agências brasileiras do HSBC Brasil em 2016, por 5,2 bilhões de dólares (16,95 bilhões de reais), o Bradesco fechou por volta de 565 agências no ano passado. Depois de conseguir grandes economias de custos com a aquisição, o banco está agora focado em ampliar o faturamento. “Grande parte do aumento das receitas virá do maior número de produtos vendidos por cliente”, disse o executivo em entrevista na sede da empresa, em Osasco (SP).

 

# Pressão, sobrecarga e adoecimento com a falta de funcionários no Bradesco

 

O Bradesco quer elevar o número médio de produtos vendidos de 1,6 atualmente para 2 por cliente até o final deste ano, disse Lazari. Ele acrescentou que o banco tem usado ferramentas de análise de dados para identificar quais produtos devem ser oferecidos a cada um de seus 30 milhões de clientes.

 

Lazari, 54 anos, foi indicado para a presidência-executiva do Bradesco em fevereiro, em substituição a Luiz Carlos Trabuco Cappi, que passou a presidente do conselho de administração da instituição. As nomeações marcam uma mudança de geração para a instituição. O ex-presidente do conselho, Lázaro Brandão, de 91 anos, deixou o posto em outubro.

 

# Bradesco é condenado a indenizar vítima de golpe do boleto

 

O novo presidente afirmou que o Bradesco está concentrado em expandir serviços digitais não apenas por meio do banco online Next, lançado no final de outubro e com apelo entre clientes mais jovens, mas também trabalhando conjuntamente com startups de tecnologia financeira, as fintechs. A empresa digital tem atualmente cerca de 80 mil clientes, segundo Lazari.

 

O executivo comentou que o orçamento do Bradesco em 2018 prevê um retorno sobre patrimônio estável com a performance de cerca de 18% do ano passado, que ficou abaixo do nível alcançado pelo Itaú Unibanco . “Apostamos num Brasil que ia dar certo, mas que infelizmente não deu ainda”, disse o executivo. “Mas não perdemos a crença de que ainda vai dar certo.” Lazari afirmou que o setor bancário precisa “apreender a conviver com juros baixos” e acrescentou que “não espera que os juros voltem a níveis elevados”.

 

>> Cadastre-se no whatsapp do Sindicato: clique aqui (pelo celular) e informe banco onde trabalha e seu nome.

 

# Preencha a pesquisa Bancári@s da Baixada Santista (leva no máximo 3 minutos)

Fonte: veja
Postado por Fabiano Couto em Notícias
Atualizado em: 15 de março de 2018

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!