Sempre na Luta

Bancários realizam pedágio contra a Reforma da Previdência

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Bancários realizam pedágio contra a Reforma da Previdência

O ato, com faixas e entrega de carta aberta à população, denuncia o desmonte da previdência que o governo tenta aprovar

A diretoria do Sindicato dos Bancários de Santos e Região e a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora realizou pedágio nesta segunda-feira (Dia Nacional de Paralisações e Manifestações), dia 19/2, a partir das 11h, em frente à Estação da Cidadania, na Av. Ana Costa (340), em Santos/SP, com faixas e entrega de carta aberta à população denunciando o desmonte da Previdência com a Reforma que o governo tenta aprovar no Congresso Nacional.

 

As faixas e cartas abertas mostram as fotos dos três deputados federais que tem como reduto eleitoral a Baixada Santista: Beto Mansur (PRB), João Paulo Tavares Papa (PSDB) e Marcelo Squassoni (PRB).

 

“Esta Reforma da Previdência extermina a aposentadoria para os mais jovens. Aumenta a miséria e a situação de rua para muitos trabalhadores, jovens ou idosos. E entrega a previdência para os bancos”, afirma Ricardo Saraiva Big, secretário de Relações Internacionais da Intersindical.

 

À tarde, a partir das 17h, o pedágio com entrega de cartas continua na Pça. Independência, no Gonzaga, também em Santos/SP.

Escrito por: Gustavo Mesquita
Fonte: Imprensa Seeb Santos e Região
Postado por Comunicação SEEB Santos e Região em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!