Cultura

2ª Prêmio Notáveis da Cultura homenageia artistas da Baixada

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
2ª Prêmio Notáveis da Cultura homenageia artistas da Baixada

A 2ª edição do Prêmio Notáveis da Cultura lotou o Teatro Guarani, em Santos, para homenagear artistas nas áreas da música, artes cênicas e literatura, na noite do último sábado (31/10). O evento é promovido pelo Sindicato dos Bancários de Santos e Região.

O Prêmio é um reconhecimento pelos serviços prestados à Cultura na Baixada Santista. Além da entrega de troféus, o evento contou com apresentações da Orquestra de Violões "Cordas Bancárias" e da pianista Itália Geófilo Dias.

O idealizador do Prêmio é o Maestro Antonio Manzione formado em 1961, medalha de ouro no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo. Criador e fundador do Curso Oficial de Violão de Santos e da Camerata Heitor Villa Lobos. Realizou 1.237 apresentações. Manzione é professor no Sindicato dos Bancários de Santos e Região e na Associação dos Advogados de Santos. 

Os homenagedos no “Prêmio Notáveis da Cultura” foram:

 

Clube do Choro de Santos

Fundado em 23 de abril de 2002, o Clube do Choro, que tem como patrono Aníbal Augusto Sardinha (Garoto), é uma associação sem fins lucrativos, que desenvolve inúmeras ações culturais buscando preservar as tradições e difundir o choro.

Anualmente promove eventos comemorativos ao ‘Dia Municipal e Nacional do Choro’, no mês de abril, e ao ‘Dia Estadual do Choro’, em junho. As rodas de choro, às quintas-feiras, 18h, no Centro de Santos, possibilitam o encontro e intercâmbio de experiências.

 

Escola de Choro e Cidadania "Luizinho 7 Cordas"

Mantida pelo Clube do Choro de Santos, a Escola de Choro e Cidadania ‘Luizinho 7 Cordas’ funciona nas dependências do Mercado Municipal, na Vila Nova, região de cortiços, em Santos. Atende dezenas de alunos com cursos gratuitos de violão (de 6 e 7 cordas), bandolim, cavaquinho, flauta (transversal e doce) e pandeiro.

 

Renato Paes

Ator e bailarino profissional há 37 anos. Graduado e licenciado em Letras pela UFRJ, complementou seus estudos com Pedagogia (Supervisão e Administração). Especialista em Comunicação Social pela UGF(RJ).

Prêmios nacionais:  Prêmio  Rubens Alves de Educação Criativa e Prêmio José Ernesto Bologna de Gestão Criativa da Educação, ambos em 2008, pelo Projeto Cinescola- Seduc Praia Grande. Mestre em Educação, defendeu sua dissertação sobre o Ensino de Jovens e adultos de Praia Grande.

Responsável, desde 2014,  pelo Departamento de Gestão Cultural da Secretaria de Cultura e Turismo de Praia Grande.

 

Meire Berti

Formada em piano e Licenciatura Plena em Música pelo Instituto Musical de São Paulo. Formada em Folclore no Museu do Ibirapuera. Regeu o Coral dos Bolsistas no teatro Municipal de São Paulo.

Fundadora da Escola Musical “Henrique Oswald” e do Centro de Estudos Folclóricos de Santos. Criou o projeto “Luzes de Natal” e idealizou o festival nacional “Mutirão do Folclore de Santos”.

 

Valquiria Duarte

Formada em Educação Musical pela Universidade Metropolitana de Santos, técnica em Educação, 18 anos como professora efetiva na rede municipal de Praia Grande. Começou seus estudos de violão com o Maestro Manzioni e fez parte da Camerata Heitor Villa-Lobos por 15 anos e ainda fez cursos livres com os também renomados professores e violonistas Ângela Muner e Ulisses Rocha. Atualmente é regente das Cameratas de violão da Seduc e Sectur de Praia Grande. 

 

Gabrielo Gabrielleschi

Mais antigo radialista vivo na região, em atividade há 67 anos. Seus primeiros trabalhos foram no programa “Teatrinho de brinquedo”, na Rádio Atlântica de Santos. 

Aos 16 anos (1948), passa no teste para locutor profissional na Rádio Cultura de São Vicente, tornando-se o mais jovem radialista da região. Em 1951, ganhou concurso de rádio-atores da Rádio São Paulo.

Em sua carreira, recebeu muitos prêmios e lançou diversos programas. Também está há 25 anos na TV e atualmente apresenta o programa “Portugal e sua gente”. 

 

Mauro Mariano

Conhecido como “Maurão”, iniciou a atividade musical nos anos 80 com o Trava; Blasfêmia; Tedium vitae; Disarme: Arte cínica e beri-beri. Desde aquela época exercendo a atividade de DJ/Selector. Na década de 90 toca nas bandas Ex-máquina, Casa Rasta e Dubkilla. Em 2006 faz parte da banda Maison de l’Herbe e em 2008 entra para o coletivo Futuráfrica.

Gênero musical: música de raiz (catira, canções de ninar e evangélicas) rock, reggae e hip-hop. Instrumentos: violão, gaita e baixo.
Discografia: Sons da cidade - coletânea-1995; Casa Rasta EP 1999 e Casa de Ervas - Períodos atlânticos - 2010.

 

Flávio Viegas Amoreira

Poeta, contista e crítico literário, Flávio Viegas Amoreira é das mais inventivas vozes da Nova Literatura Brasileira surgida na virada do século: a ‘’Geração 00’’. Utiliza forte experimentação formal e inovação de conteúdos, alternando gêneros diversos em sintaxe fragmentada. 

É autor dos livros: Maralto (2002), A Biblioteca Submergida (2003), Contogramas (2004) e Escorbuto, Cantos da Costa (2005).

Fonte Imprensa Seeb Santos e Região
Postado por Comunicação SEEB Santos e Região em Notícias
Atualizado em: 03 de novembro de 2015

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!