Feito para infernizar você

Itaú: INFERNO trabalhar nas agências digitais

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Itaú: INFERNO trabalhar nas agências digitais

Os trabalhadores acabam fazendo serviço de teleatendimento. Diferente dos funcionários de call center, que têm por lei uma jornada de seis horas, nas agências digitais chegam a cumprir oito horas. Sem contar o assédio pelo cumprimento de metas.

O Itaú é um dos bancos que mais investe em transações por meios digitais. Para dar uma ideia, o número de agências digitais passou de 34 em março de 2015 para 144 em março de 2017. Da mesma forma, as denúncias que chegam ao movimento sindical sobre assédio moral nessas unidades têm aumentado. E com um sério agravante: o banco não autoriza a entrada de dirigentes nessas agências, o que dificulta a apuração dos casos.

 

O movimento sindical já cobrou do departamento de Relações Sindicais do Itaú o acesso às agências digitais, mas ainda não teve resposta. As entidades representativa dos bancários devem poder visitar os locais de trabalho para averiguar as condições físicas do ambiente, conversar com os empregados, enfim, exercer sua função de defender os direitos da categoria. Impedir isso é prática antissindical.

 

Os bancários dessas agências acabam fazendo serviço de teleatendimento. Mas, ao contrário dos trabalhadores de call center, que têm por lei uma jornada de seis horas, nas agências digitais chegam a cumprir oito horas. É um trabalho desgastante e, como se não bastasse, ainda tem a cobrança pelo cumprimento de metas. O resultado é que o bancário acaba adoecendo e se afastando por licença médica. E a maioria dos casos relatados envolve funcionários que se afastaram e na volta são discriminados, isolado, ficam sem acesso à troca de e-mails da equipe etc.

 

Outro problema que tem sido relatado são defeitos no ar-condicionado de algumas unidades. O local fica quente demais e não apresenta condições adequadas para que o bancário exerça suas funções.

 

# E o banqueiro decidiu cobrar a conta do golpe

Fonte: SEEB SP
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!