Não à Precarização!

Projeto duvidoso do Santander gera acúmulo de função

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Projeto duvidoso do Santander gera acúmulo de função

Banco 'escolherá' 10% dos caixas para exercer também o papel de agentes comerciais; medida prejudicará ainda mais atendimento à população.

De forma unilateral e sem qualquer negociação com os trabalhadores, o Santander começa a implementar um projeto que vai acrescentar o papel de “agente comercial” no dia a dia de alguns caixas.  O piloto foi iniciado no Rio Grande do Sul e Paraná e começou a ser implantado em São Paulo e Minas Gerais na sexta-feira, 01/06.

Em rede interna, o banco divulgou que o “agente comercial deve alavancar os resultados da carteira de pessoa física e de pessoa jurídica e, em dia de pico, vai atuar como caixa”. Também informou que possui aproximadamente 8 mil caixas em todo o país e que 10% deles serão escolhidos pela empresa para executar a nova função.

Para o movimento sindical, a medida é ilegal, vai sobrecarregar os bancários e prejudicar ainda mais o atendimento ao público. Representantes dos trabalhadores enviaram ofício extrajudicial ao banco requerendo a suspensão do programa e uma mesa de negociação para tratar do assunto. “Ocorre que o procedimento é totalmente ilegal, pois configura-se acúmulo de função quando o trabalhador, além de exercer sua função, exercer outras funções de outros cargos, de forma habitual, funções estas, que não foram previstas no contrato de trabalho”, diz o documento.

O trabalhador passará a ter dupla função e, portanto, dupla responsabilidade. Vão aumentar a sobrecarga e a cobrança. Ele passa a ter meta comercial para cumprir, mas como fica essa meta quando ele tiver de ficar no caixa? O movimento sindical não é contra que o banco crie uma nova função para promover e treinar os trabalhadores, mas não será adimitido acúmulo de função. Além disso, a medida pode resultar em um aumento dos riscos de diferenças no fechamento dos caixas.

Existe um acordo para que caixas não cumpram metas. Com a medida, o Santander está desrespeitando esse acordo. Outro grande erro do projeto é que é o banco que vai indicar quem vai assumir o papel de ‘agente comercial’. Por que não deixa o funcionário decidir se quer a nova função.

Atendimento
A falta de caixas no Santander já é um problema antigo e será agravado. O movimento sindical já vem cobrando há tempos que o banco aumente o número de caixas, mas com essa medida, vai diminuir ainda mais.

Este duvidoso projeto também prejudicará clientes e usuários. Os bancos em geral vêm numa ofensiva de expulsar os clientes das agências. Isso está errado: eles são concessões públicas e têm a obrigação de atender a população.

As dirigentes orientam os bancários envolvidos a denunciarem eventuais problemas ao Sindicato (clique aqui). Para enfrentar essa nova situação precisamos do retorno e informação do bancário. O Sindicato vai acompanhar este processo de perto.

Leia Também: Gerente com recorde de denúncias é blindada pelo Santander

Fonte: Com informações SEEB SP
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!