Precarização

Para 64%, reforma trabalhista beneficia os patrões

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Para 64%, reforma trabalhista beneficia os patrões

Levantamento revelou ainda que apenas 34% das pessoas acreditam que mudanças na CLT propostas por Temer aumentarão criação de empregos.

A maior parte dos brasileiros (64%) acredita que a reforma trabalhista, proposta por Temer, beneficia mais os patrões que os trabalhadores. O dado foi revelado por pesquisa Datafolha divulgada no dia 1º de maio.

Apenas 34% dos entrevistados responderam que acham que a reforma trabalhista vai aumentar a criação de empregos no país. Já outros 31% acreditam que não haverá mudança e igual parcela avalia que as mudanças provocarão o fechamento de vagas. Entre trabalhadores assalariados, com registro em carteira, apenas 29% responderam que haverá crescimento no número de postos de trabalho.

Direitos
Para 58% dos pesquisados, a reforma trabalhista vai retirar direitos dos trabalhadores. O percentual sobe para 66% entre assalariados com registro em carteira. Outros 21% acreditam que não haverá mudança em relação aos direitos e apenas 11% acreditam que os direitos vão aumentar.

Negociado sobre legislado
A pesquisa também avaliou a proposta de que negociações entre empregados e patrões tenham mais valor que a legislação trabalhista. Somente 30% dos entrevistados preferem que fatores como jornada, férias e banco de horas sejam regulados por acordos diretos, como prevê a reforma. Para outros 60%, é preferível que a regulação seja feita por força de lei.

Terceirização
Sobre a lei da terceirização, sancionada por Temer em 31 de março, a pesquisa apurou que 63% dos entrevistados acreditam que a sua aprovação beneficia mais patrões do que empregados. Para 44% não haverá impacto nos salários. Já outros 35% avaliam que a remuneração será reduzida. Apenas 17% esperam aumento nos rendimentos dos trabalhadores.

O levantamento do Datafolha foi realizado nos dias 26 e 27 de abril de 2017, com 2.781 entrevistas, entre trabalhadores e empresários, em 172 municípios brasileiros. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

# Continuar e Ampliar a Mobilização Contra a Retirada de Direitos!

Fonte: SEEB SP
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!