Diversidade

O que esperar do Mês Internacional do Orgulho LGBT?

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
O que esperar do Mês Internacional do Orgulho LGBT?

Bancários e Bancárias falam sobre suas expectativas para esse período que consagra a memória da luta por direitos.

Respeito, reflexão, consciência e luta. Esses são os votos dos bancários para o Mês Internacional do Orgulho LGBT, que se iniciou na última quinta-feira 1º de junho.

 

O mês é dedicado à diversidade por conta das manifestações ocorridas em Nova York, em 1969, que espalharam por todo o mundo o grito por igualdade, reforçando a luta em vários países. Por aqui, o período abriga a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, considerada um dos maiores eventos de visibilidade no mundo. Este ano, será realizada no dia 18.

 

Bancários e Bancárias de diferentes instituições aproveitam a data para reforçar o desejo de luta por igualdade e uma profunda reflexão sobre toda forma de discriminação, inclusive dentro da própria comunidade.

 

“Eu espero de verdade que esse mês nos traga mais respeito, mas que esse respeito comece dentro dos grupos LGBTs. Que eles se respeitem e saibam que a luta é nossa, e dependemos uns dos outros. Que funcionemos como espelho para toda a sociedade e que o amor prevaleça”, afirmou um bancário homossexual do Banco Original.

 

Os trabalhadorese trabalhadoras também lembraram a importância do papel dos meios de comunicação, como formadores de opinião, na construção de uma sociedade mais justa.

 

“Eu gostaria que nesse mês a mídia em geral abordasse esse assunto de forma intensa, com intuito de informar e também ‘provocar’, para gerar uma discussão mais séria sobre as condições que vivemos e sobre os nossos sofrimentos”, defendeu um bancário homossexual do Banco do Brasil.

 

A data reforça a necessidade de preservar a memória da população LGBT, seu histórico de perseguição e lutas.

 

"Fomos perseguidos pela inquisição, massacrados pelos nazistas, durante toda a história da humanidade até o momento, sempre nos deram motivos para a desistência. O orgulho se baseia em todo processo sócio-histórico, onde levantamos nossas bandeiras LGBTTs, lutamos e enfrentamos o preconceito dia a dia, a falta de oportunidades de trabalho, inclusão social, falta de políticas públicas", lembra uma bancária do Santander.

 

É importante lembrar que os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras já estão ameaçados pelo governo de Michel Temer, nesse sentido, é fundamental a união em torno de direitos que ainda estão por conquistar.

 

É necessário ter uma consciência sobre o que representa este mês. Embora seja um período de várias festividades, é também um mês de luta. Principalmente para não perder os direitos já conquistados.

 

É de fundamentel importância os trabalhadores e as trabalhadoras LGBT, denunciar práticas de discriminação no local de trabalho e assédio moral.

 

O bancário e a bancaria LGBT não estão sozinhos. Em qualquer ato de desrespeito no ambiente de trabalho, o trabalhador ou a trabalhadora devem entrar em contato com o Sindicato ou com os dirigentes sindicais e denunciar. É importante não ficar invisível, não se esconder, não fazer de conta que não é com ele. É fundamental denunciar qualquer princípio de LGBTfobia.

 

Denúncias de assédio moral ou discriminação podem ser feitas por intermédio da ferramenta Assuma o Controle, ou pelo WhatsApp 97593-7749, pelo Twitter e Facebook do Sindicato.

 

Defenda-se

Se algum Bancário ou Bancária da Baixada Santista sofrer discriminação em seu local de trabalho, deve imediatamente denunciar para nossos Dirigentes ou anonimamente por meio do fale conosco do site do Sindicato. Outros canais de comunicação são o facebook e o whatsapp do Sindicato dos Bancários.

 

>> Defenda-se do assédio moral, clique aqui e filie-se ao Sindicato!

 

# Gravar conversa é crime?

 

# Conquistas do Sindicato para os Bancários e Bancárias nos últimos 84 anos

Fonte: Com informações SEEB SP
Postado por Fabiano Couto em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!