Assédio é Crime

Em SV, gerente com recorde de denúncias é blindada pelo Santander

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Em SV, gerente com recorde de denúncias é blindada pelo Santander

Já são mais de 30 denúncias contra a gerente geral (Santander/ Pça. Coronel Lopes – SV). Mesmo assim, o banco disse que não vai tomar providências e nem readmitir a funcionária com doença ocupacional. O Sindicato não tolera os maus tratos contra os funcionários. “São dezenas de denúncias e relatos. Relatos de pretensão ao suicídio, por exemplo! Atualmente são seis funcionários afastados, com doenças psicológicas, desde a chegada da gerente geral na agência” afirma Fabiano Couto, secretário de comunicação do sindicato e funcionário do banco.

De acordo com diversas denúncias, a gerente aterroriza os trabalhadores ligando para as casas deles pressionando por metas e ameaçando de demissão, entre outras posturas reprováveis.

Há também perseguição com transferências de funcionários que já pertenciam a atual agência, depois que houve a fusão com uma unidade ao lado. “Segundo os bancários a gerente geral transfere os oriundos da agência, para privilegiar com promoções os funcionários de sua agência anterior que foi fechada. Mesmo com a cumplicidade do Santander, o Sindicato vai continuar sua luta em defesa dos trabalhadores”, finaliza Fabiano. Desde dezembro de 2015, a diretoria do Sindicato vem travando reuniões com superintendentes e a diretoria de relações sindicais do banco e nada foi feito para solucionar os problemas.

Santander demite, assedia e utiliza polícia contra bancários
 
A diretoria do Santander obteve um Interdito Proibitório, dia 15/6, e enviou a polícia militar para abrir a agência do Santander/Pça. Coronel Lopes (São Vicente), que estava paralisada desde o dia 10/6/2016. Em 13/6, o protesto tinha sido ampliado para a agência da Presidente Wilson (SV), que também foi aberta pela PM com o instrumento jurídico.

As paralisações, realizadas pelos bancários e a diretoria do Sindicato, são contra a prática de assédio e demissão de uma bancária, que sofre de depressão por conta das más condições de trabalho. Sem falar que a diminuição de funcionários está afetando o atendimento aos clientes.

O abuso do Interdito

Interdito Proibitório é peça jurídica para resguardar patrimônio, funcionário não é patrimônio! Utilizar do interdito por conta da “ameaça” da posse de bens de agências bancárias, hoje, totalmente informatizadas (vinculadas em rede); manejar liminares para afirmar que a justiça estaria determinando o retorno ao serviço e que o descumprimento implicará na rescisão do contrato por justa causa; a convocação da autoridade policial nos locais de trabalho; são tipificadas como assédio processual por juristas, ou seja, é antiético e abusa da dignidade dos trabalhadores.

Com isso, o Santander força os funcionários a aceitarem sem reclamar o abuso do assédio, as demissões injustificadas e seus interesses na negociação coletiva semeando o medo, a discórdia entre os trabalhadores, enfraquecendo a atividade sindical e a resistência da categoria. Contudo, os ataques do banco espanhol não irão parar a luta em defesa dos trabalhadores!
 
Assédio Processual

“Como toda espécie de abuso de direito, o assédio processual é considerado ato ilícito no ordenamento, o que, somando-se à existência do dano moral, gera o dever de indenizar”, segundo o Tribunal Superior do Trabalho.

Denuncie

Qualquer problema em agências da Baixada Santista deve ser denunciado para os diretores do Sindicato, por meio do fale conosco do sitewww.santosbancarios.com.br, do facebook ou whatsapp do Sindicato(13) 9 9209 2964

Fonte: Imprensa e Comunicação SEEB Santos e Região
Postado por em Notícias
Atualizado em: 29 de junho de 2016

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!