Campanha Salarial 2016

CAIXA: normativo que retira direitos tem que cair

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
CAIXA: normativo que retira direitos tem que cair

RH 184 restringe a incorporação de função por empregados; revisão da norma é prioridade na pauta específica dos empregados do banco na Campanha Salarial Unificada 2016.

Uma das reivindicações da pauta específica dos empregados da Caixa na Campanha Salarial Unificada 2016 é a revisão do normativo RH184. Entre outros problemas, a norma estimula o descomissionamento arbitrário e, ao mesmo tempo, dificulta o pedido por trabalhadores rebaixados de incorporação de função proporcional.

Diante das sucessivas negativas da direção do banco em revisar o RH184, somente a mobilização de todos os empregados na Campanha Salarial 2016 pode pressionar por uma mudança na postura intransigente.

Agora é hora da união e mobilização dos funcionários. O que faz o banco ceder é a pressão dos empregados, nada mais. É fundamental que os bancários da Caixa estejam engajados e participem das assembleias e da greve que começa dia 06.

Entenda
O normativo RH 184 retirou dos gestores e superintendentes a decisão sobre os pedidos de incorporação de função. Com isso, foi criado um gargalo para estas solicitações, o que acaba por aprofundar ainda mais a judicialização das relações do trabalho, uma vez que os empregados recorrem à Justiça para garantir o direito. Eles são respaldados pela Súmula 327 do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que garante a incorporação para trabalhadores com mais de 10 anos na função.

Apesar da direção do banco alegar nas mesas de negociação que a RH184 não estimula o descomissionamento arbitrário e nem prejudica a incorporação, o empregado com menos de 10 anos de função rebaixado pelo Motivo 950 - quebra de fidúcia - perde o direito ao asseguramento do valor da função por um período. Já aquele com mais de 10 anos no cargo terá que recorrer à Justiça para incorporar o valor. E, o pior: o motivo 950 nada mais é que quebra de confiança no trabalhador, algo totalmente subjetivo, uma decisão que passa por critérios pessoais do gestor. Trata-se de um descomissionamento arbitrário.

Denuncie
O empregado rebaixado, que por qualquer motivo não tiver a incorporação de função, deve procurar o Sindicato e denunciar através de nosso Fale Conosco. O sigilo é absoluto.

Temos de combater o descomissionamento arbitrário e assegurar a incorporação. É importante que o empregado procure o Sindicato inclusive para estudarmos as medidas jurídicas cabíveis para cada caso.

Assembleia
Na Baixada Santista vão acontecer duas assembleias, a primeira para deflagrar greve, hoje 02/09 (sexta-feira), às 19h, na Av. Washington Luiz, 140, sede do Sindicato dos Bancários de Santos e Região. A segunda para organizar a greve, dia 05/09 (segunda-feira), também no Sindicato, às 19h.

Fonte: Com informações SEEB SP
Postado por Fabiano Couto em Notícias
Atualizado em: 02 de setembro de 2016

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!