Reestruturação

Bancários e Procon/Santos discutem fechamento de agências do BB

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Bancários e Procon/Santos discutem fechamento de agências do BB

O Banco do Brasil quer fechar 6 agências na região e transformar outras 3 em postos de atendimento

Por iniciativa da diretoria do Sindicato dos Bancários de Santos e Região foi chamada uma reunião, na sede da entidade (Av. Washington Luiz, 140 – Santos/SP) com coordenador do Procon/Santos, Rafael Quaresma Viva, nesta quinta, 1/12, para discutirem sobre o impacto da reestruturação implantada pelo Banco do Brasil (BB) sobre a população e os trabalhadores da Baixada Santista, com o fechamento de 6 agências e transformação de outras 3 em posto de atendimento.

 

Eneida Koury, presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região explanou ao coordenador do Procon/Santos, que entre as agências a serem fechadas está a única que atende a Zona Noroeste (Av. Nossa Senhora de Fátima, 814), uma região com 15 bairros e mais de 120 mil habitantes.

 

“Isto vai prejudicar sem dúvida os mais necessitados por um banco público”. Colocou também a situação do fechamento e o impacto na população mais necessitada de Vicente de Carvalho (Av. Santos Dumont, 302), no Guarujá, que terá uma de suas agências encerradas.

 

Mas também foi lembrada a agência da rua Oswaldo Cruz, 521, no Boqueirão de Santos com mais de 10 mil clientes que serão remanejados e superlotarão a unidade vizinha da Epitácio Pessoa, que já atende mais de 10 mil contas. “A cidade de Santos e a Baixada Santista têm as características de serem habitadas por muitos idosos e triplicar a população nos feriados e no Verão. Isto é um grande problema que a população e os trabalhadores terão que enfrentar com o fechamento de agências e extinção de funcionários”, afirma Eneida. Koury.

 

Conforme os dados levantados pelo Sindicato de Santos e Região, a reestruturação do Banco vai extinguir cerca de 100 vagas, o que representa 12% do funcionalismo atual lotado na região. Significa precarização do atendimento com mais tempo de espera nas filas e mais doenças ocupacionais.

 

O representante do Procon/Santos ficou preocupado com os consumidores. “É claro que isso vai impactar o usuário em Santos. Tenho interesse em estudar esses números”, destacou Quaresma.

 

“Vamos inicialmente articular com os demais Procons da Baixada Santista para uma ação conjunta. Bem como com a Fundação Procon SP e acionar o Ministério Público”, disse Ricardo Saraiva Big, secretário geral do Sindicato dos Bancários de Santos e Região.

 

Entenda a Reestruturação do Banco do Brasil

 

O Banco do Brasil anunciou dia 20/11, o fechamento de 781 agências até 18/2/2017. Também foi confirmada abertura do Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada (PEAI). A diretoria do BB espera a adesão de até 18 mil funcionários aptos a se aposentar. Os bancários e bancárias terão até 9 de dezembro para aderir. No entanto, o trabalhador tem a prerrogativa de desistir do programa até as 23h59 do mesmo dia 9.

 

Das unidades fechadas, 379 serão convertidas em postos de atendimento (com poucos funcionários). As outras 402 agências serão desativadas, somando-se as 51 que já foram fechadas no mês passado. Também serão enxugadas pelo Governo Temer 31 superintendências regionais e três diretorias. Outra medida refere-se à adesão à jornada de 6 horas diárias. A adesão resultará na redução de 16,25% do valor de referência da função.

 

Agências que serão fechadas na Baixada Santista:

1) Guarujá - Ag 3969 / Vicente de Carvalho (Av. Santos Dumont, 302);

2) Itanhaém - Ag 6692 (Avenida Rui Barbosa, 38);

3) Mongaguá - Ag 6908 (Av. São Paulo, 1359);

4) Peruíbe - Ag 7050 (Av. Padre Anchieta, 1317);

5) Santos - Ag 4701 / Nova Noroeste (Av. Nossa Senhora de Fátima, 814);

6) Santos - Ag 6830 (Rua Oswaldo Cruz, 521).

 

Agências que serão transformadas em Postos de Atendimento na Baixada Santista:

1) Santos - Ag 2984 / Av. Dr. Epitácio Pessoa;

2) Santos - Ag 3587 / Vila Mathias;

3) São Vicente Ag 4871 / Av. Presidente Wilson.

 

Governo pretende demitir 11 mil da Caixa

A Caixa Econômica Federal pretende seguir o exemplo do Banco do Brasil e planeja privatizar parte do banco lançando ações na Bolsa de Valores. Com este dinheiro o governo ilegítimo de Temer deve fazer um novo programa de aposentadoria incentivada que pode atingir até 11 mil funcionários.

 

O programa não pode ser feito agora porque a Caixa precisa de R$ 1,2 bilhão para pagar incentivos e direitos. A instituição também estuda as possibilidades de  transformar de100 agências que não dão lucro em postos de atendimento, transferir de local, ou fechá-las em último caso.

Escrito por: Gustavo Mesquita
Fonte: Imprensa Seeb Santos e Região
Postado por Comunicação SEEB Santos e Região em Notícias
Atualizado em: 02 de dezembro de 2016

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!