Nenhum Direito a menos

Atenção: terceirização geral põe seu emprego e direitos em risco

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
Atenção: terceirização geral põe seu emprego e direitos em riscoFernando Diegues

Se manifeste. Pressione os deputados. Não permita essa votação.

O presidente da Câmara dos Deputados (Rodrigo Maia / DEM-RJ) insiste na votação, entre hoje e amanhã, de um dos projetos que libera a terceirização geral e irrestrita, para todas as atividades.

 

Se aprovado, todo mundo pode perder o emprego atual e, se tiver “sorte”, ser recontratado por uma firma terceirizada. Outros milhões podem virar PJ, sem direito a férias, décimo terceiro, descanso semanal remunerado, e sem aposentadoria.

 

Temer e Maia montaram uma manobra para tentar ressuscitar um projeto engavetado faz mais de 15 anos no congresso. O PL 4302/98 é como um bode na sala para pressionar pela aprovação da terceirização da atividade-fim, o que também está prevista no PLC 30, que tramita no Senado. Tanto um quanto outro projeto é perverso para os empregos no país, no setor privado ou público. Além de reduzir direitos, esses projetos visam legalizar práticas fraudulentas de contratação de trabalhadores/as, que ao arrepio da lei já terceiriza a atividade fim da empresa.  

 

Quem perde com a terceirização?

As firmas terceirizadoras são empresas que ALUGAM PESSOAS e lucram muito com isso. Essa é a sua função: alugar pessoas para outra empresa. Já a empresa que contrata uma terceirizada também lucra, pois transfere responsabilidades e reduz seu custo. E quem é que perde nessa história? Claro, é o trabalhador terceirizado, que passa a receber salários menores, perde as melhorias conquistadas pelo sindicato da categoria, fica exposto a acidentes e altíssima rotatividade. Além disso, o trabalhador terceirizado encontra muito mais dificuldades para se organizar e defender seus direitos.

 

Se manifeste. Pressione os deputados. Não permita essa votação.

 

Diante desse risco, que afetará a todos aqueles que vivem do seu trabalho, não podemos nos calar. Se manifeste nas redes sociais, mande e-mails para os deputados.

 

Converse com seus companheiros de trabalho, familiares e amigos. Mobilize a atenção das pessoas para a defesa dos direitos do povo brasileiro. E se prepare para participar e apoiar a greve geral que a classe trabalhadora e o povo brasileiro vão fazer.

 

“E vamos dizer para os deputados e senadores: quem aprovar a terceirização vai ser reprovado nas urnas. Nunca mais vai receber o nosso voto”, alerta Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical e militante da Frente Povo Sem Medo.

Fonte: Intersindical - Central da Classe Trabalhadora
Postado por Fernando Diegues em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
[Voltar ao topo]
X

Fale Conosco:

Você pode contar sempre, com o Sindicato, para isso estamos deixando, mais um canal de comunicação, com você. Envie informações, denúncias, ou algo que julgar necessário, para a Luta dos Bancários. Ou ligue para: 0800 771 1920

Atenção: Todas as denúncias feitas ao sindicato são mantidas em sigilo. Dos campos abaixo o único que é obrigatório é o email para que possamos entrar em contato com você. Caso, não queira colocar o seu email pessoal, você pode colocar um email fictício.

Aguarde, enviando contato!